Enredo: Xangô
Compositores: Demá Chagas, Marcelo Motta, Renato Galante, Fred Camacho, Leonnardo Gallo, Getúlio Coelho, Vanderlei Sena e Francisco Aquino
Intérprete: Emerson Dias
 
VAI TROVEJAR
ABRAM CAMINHOS PRO GRANDE OBÁ
É FORÇA, É PODER, O ALÁÀFIN DE OYÓ
“OBA KO SO!” AO REI MAIOR
É PEDRA QUANDO A JUSTIÇA PESA
O ALUJÁ CARREGA A FÚRIA DO TAMBOR
NO VENTO, A SEDUÇÃO (OYÁ)
O VERDADEIRO AMOR (ORAIÊIÊÔ)
E NO SACRIFÍCIO DE OBÀ (OBÀ XI OBÀ)
LÁ VEM SALGUEIRO!
 
MORA NA PEDREIRA, É A LEI DA TERRA
VEM DE ARUANDA PRA VENCER A GUERRA
EIS O JUSTICEIRO DA NAÇÃO NAGÔ
SAMBA CORRE GIRA, GIRA PRA XANGÔ
 
RITO SAGRADO, ARIAXÉ
NA IGREJA OU NO CANDOMBLÉ
A BENÇÃO, MEU ORIXÁ!
É ÁGUA PRA BENZER, FOGUEIRA PRA QUEIMAR
COM SEU OXÊ, “CHAMA” PRA PURIFICAR
BAHIA, MEUS OLHOS AINDA ESTÃO BRILHANDO
HOJE MAREJADOS DE SAUDADE
INCORPORADOS DE FELICIDADE
FOGO NO GONGÁ, SALVE O MEU PROTETOR
CANTA PRA SAUDAR, OPANIXÉ KAÔ!
MACHADO DESCE E O TERREIRO TREME
OJUOBÁ! QUEM NÃO DEVE NÃO TEME
 
OLORI XANGÔ EIEÔ
OLORI XANGÔ EIEÔ
KABESILÉ, MEU PADROEIRO
TRAZ A VITÓRIA PRO MEU SALGUEIRO